Explica pra mim o que é Cultura

De acordo com Confúcio o que diferencia os homens são os hábitos que eles mantêm, sua natureza por outro lado, é a mesma. A diversidade cultural das organizações sociais humanas oferece ao observador mais atento a oportunidade de se surpreender com as diferenças ou provocar um tipo de hierarquização de cultura que é tão ofensivo quanto menosprezar seu par por meio de diferenças corporais ou debilidades congênitas. Entretanto, só é possível distinguir diferenças a partir de uma comparação e esta por sua vez se dá do ponto de vista etnocêntrico, ou seja, considerar os costumes além de sua terra como bárbaro, passível de um processo civilizatório. Diferente é o que não é igual a mim, em última análise.

No ambiente acadêmico ocorre um processo higiênico de doutrinação quanto ao que é ou não alta cultura. Não há diálogo sobre os comportamentos ou hábitos que levam determinado sujeito a preferir um gênero em função de outro, o que existe é: isto é bom ou não. Desse modo, sutilmente, ou em alguns casos alarmantemente gritantes, professores demonizam escritores, menosprezam a cultura dita popular e, tal como receituário, determinam o que é de bom tom admitir consumir. Nesse processo de tornar o sujeito culto, perde-se  uma referência importante: o cenário em que este ou aquele ser humano desenvolveu-se, as relações sociais dinâmicas que o constituiram como ator do processo, e não um mero passivo-observador.

Nesse sentido, Paulo Coelho, Dan Brown entre outros são colocados no cantinho da prateleira próximo ao rodapé, enquanto Machado, Clarice e Saramago ficam ali, posicionados no alto, objetos de um culto. Não há aqui qualquer avaliação quanto ao estilo desenvolvido por estes autores, afinal são distintos e, são apenas ilustrações para argumentação deste post. Muito menos, tem a pretensa distinção sobre o alcance global de uma ou outra obra, afinal qualquer comparação entre Paulo Coelho e Machado de Assis é injusta de qualquer ponto de vista. Fato é que o que beira o popular sofre o sério risco de ser tomado como sinônimo de lixo, contrapondo os ocultos (aqueles que não são tão acessíveis) textos dos mais ilustres escritores.

Explica pra mim o que é cultura? Explica pra mim como é que alguns acadêmicos julgam o que deve ou não ser considerado como um alta cultura e por quais critérios consideram obras “menores” em função de outras? “Você tem que ler isto ou aquilo” : esta frase não é somente uma sugestão, antes está carregada de significados enxarcados de “ideologismos marxistas”, sendo esta expressão mais um paradoxo buscando resolução.

%d blogueiros gostam disto: