Sobre fins e começos (1/5)

Em geral, minhas opiniões e ideias são colocadas de forma organizada na estrutura de um artigo/ensaio. Porém concedo-me a liberdade de escrever um pouco sobre minhas sensações do que foi este ano, não que interesse a muitos (e tão pouco à poucos, num forçado trocadilho). Apesar de não sermos fatiados, como uma pizza, as dimensões do que somos podem ser analisadas separadamente (mesmo que não existam por elas mesmas) e, a seguir, faço isso apenas como exercício mental para que eu mesmo leia isso tempos depois (sim, quase uma carta numa garrafa jogada no mar no fim do ano).

>>> ACADÊMICOS

Quatro anos antes (2007) tomei algumas decisões que mudariam drásticamente minha vida. Decidi, entre outras coisas, que começaria o curso de Letras (Português-Inglês). Como já havia feito 2 anos de ADM antes, suspeitei que minha escolha estava fadada ao fracasso. Mas desde um 1º semestre na Brás Cubas até o 6º na Unicastelo, o que percebi foi que não poderia ter escolhido melhor.

A quantidade de livros, teses, ensaios, poesias, crônicas e romances (entre muitos outros gêneros) que li nestes anos é absurda. Porém, a quantidade reflete a qualidade com que li tudo isso, afinal já lia muito, mas não de forma organizada, crítica, inconformada, analítica como fui orientado a fazer. Entrando num universo (que minha imaginação apenas supunha) de letras infinitas, descobri, talvez, uma vocação o “ser ensaísta” que sou. Direcionado por incríveis professores dos quais destaco Tenório (e suas viagens semióticas que me faziam e ainda fazem viajar), Gonçalves (o mais rock and roll deles), PC (Paulo César, uma biblioteca ambulante e um pensador/filósofo excepcional), Telma (a que deixava transparecer o prazer de ser tocado pela literatura), Abigail (o amor por uma causa – o de formar pra vida – verificavasse em todas as suas palavras) e Cyro (de quem agradeço o fato de que nunca sairá de minha cabeça “Felix is a blue and yellow bird from Brazil”, rsrs). E, uma menção honrosa à Monalisa (professora de linguística INCRÍVEL que não esquecerei jamais) com quem tive poucos semestres de aprendizagem. Rosália, Lilla, Willians não poderiam deixar de ser lembrados.

Lembro ainda do início na Brás Cubas. Gabriela, com quem tinha altos papos sobre cinema, música e artes, mantemos contato (mesmo que virtualmente) apesar da distância. Jonas, Shirley, Priscila e Viviane, Marcos Ritton, enfim, uma pena ter sido por tão pouco tempo…

Entretanto, o que “pegou” mesmo foi na Unicastelo, onde construi grandes laços de amizade. Escolhi aqueles com quem gostaria de compartilhar trabalhos, conversas e muitas risadas. Aqui vale a explicação: geralmente quero conhecer o terreno em que piso, por isso, nos primeiros meses só conversava o essencial com o pessoal da sala, enquanto turmas e guetos eram formados. Tudo isso termina no dia em que um trabalho deveria ser realizado em grupo, olhei para um lado, outro, fiz avaliações mentais, direcionei meu alvo e me aproximei de um grupo e gentilmente perguntei: “posso fazer com vcs?!”…e esse foi o começo de tudo, faziam parte deste grupo algumas pessoas que destaco abaixo:

Viviane, alguém muito parecido com minha forma de encarar os estudos, super concentrada, comprometida, e um doce de pessoa, maleável, dá pra contar nos dedos quantas vezes a vi zangada. Davi, um cara de grande coração, adorável, super inteligente, um poeta, de quem melodiei uma linda poesia: “A flor”. Sayuri e Marleide, que vieram depois, mas com um carinho enorme por mim (a não ser que sejam grandes atrizes, rsrsr) que, evidentemente, não mereço. Rodrigo, apesar de ser de um semestre diferente, foi um grande parceiro, me apresentado o projeto telecentro da prefeitura, e além disso, um incentivador e carinhoso como sempre. Ah! Tem o Jesner, também de outro semestre, com quem tive pouco contato dentro da sala de aula, entretanto, trocamos mais ideias sobre música, visões teológicas, e escrita fora dela do que outra coisas e por ele dei o ponta-pé inicial nesse blog (mais detalhes vem a seguir quando abordar este tema) e também “conheci” o pessoal do “achando graça”. O fato dele escrever super bem e ser um bom músico é apenas um detalhe.

Não posso ser indelicado de não citar pessoas que admirei de longe, por conta de espaço, tempo, sei lá, não pude ter mais contato, mas sinto enorme gratidão por ter estado com eles, ver sua trajetória acadêmica: Angélica Marron, Márcia, Nildo, Dani, Aline, Jones, Edileusa, Diego, Raiane, Neiva, Fabíola, Anderson, Maísa, Elisandra, Vinícius, Sônia, Mayara, Carol, Josilia (nesse momento tenho certeza estar esquecendo de alguém) e “in memorian” o queridão Willian.

Certamente, injustiças foram realizadas nos parágrafos acima.

Ah! E lembro (e minha barriga também) do Furlan, Ana e Karen do “Nickinho Lanches”: o grande palco da tiração de sarro, dos testemunhos, dos cafés, do lanche de salpicão e do chocolate homoafetivo que tomávamos durante os intervalos que eram sempre arrastados para dar conta de tanto “bapho”.

Obs. Os desafetos não serão lembrados nesta “divisão” muito menos em outras, heheheh.

EM TEMPO… não havia mencionado a querida Bruna Caroline, que publicou em duas coletâneas seus contos SUPER fantásticos: “Tinta vermelho sangue” [Insanas, elas matam] e  “A menina” [Moedas para o barqueiro II: Contos sobre a Morte]. Além de escrever possuída de um talento sobrenatural (rsrs, não consigo imprimir sua originalidade em poucas palavras0) é uma pequena gênia…

Anúncios

5 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Anônimo
    dez 26, 2011 @ 15:16:39

    Obrigado pelo carinho lindão! Mas, com certeza… alguns laços e pontapés serão continuados.

    2012 tá logo aê!

    Arrasô!

    Responder

  2. Trackback: Sobre fins e começos (2/5) « contraposição
  3. Trackback: Sobre fins e começos (3/5) « contraposição
  4. Trackback: Sobre fins e começos (4/5) « contraposição
  5. Trackback: Sobre fins e começos (5/5) « contraposição

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: