Canta assim mesmo

Canta assim mesmo

Stênio Marcius

Se não tem quem ouça, canta assim mesmo
Pássaro sozinho lá na floresta
Canta e vai tentando assim afastar os males do seu peito
Fazer o seu dia um pouco melhor

Sei que é triste às vezes cantar sozinho
Quando o que se quer é gritar ao mundo
Gratidão que traz o peito, a sina dessa melodia
Louvação ao deus, o seu criador

Canta que o vento sopra mais leves
Que as folhas brilham mais verdes
Que o rio corre mais sábio
Canta que um anjo abre um sorriso
E o céu azul, comovido
Se esconde em nuvens e faz chover

Canta que, embora breve esse canto
Pois teu ar é curto e ligeiro
Mas, o sentimento, infinito
Canta que teu deus escuta, sereno
E ao cantador, tão pequeno
Se revelam muitas grandezas

Se não tem quem ouça, canta assim mesmo
Cada um tem seu trabalho e missão
Canta cada vez mais lindo, até o último suspiro
Doce é morrer de tanto cantar

Essa música faz parte do álbum “Beleza do Rei” do Stenio Marcius. Juntamente com “Tudo que É Bonito de Viver” de Jorge Camargo, os melhores discos de MPB deste ano. Sei que o rótulo é ruim demais para classificar estas obras, mas me foge outro recurso.
Além disso, esta música serviu de soundtrack para um fim de tarde terrível nesta data.

Stenio Marcius – @steniomarcius

Jorge Camargo – http://www.jorgecamargo.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: