Às vezes, o que eu vejo quase ninguém vê!

O show começa. Um homem exige que Deus faça alguma coisa naquela reunião, afinal todos estão ali o adorando. A música vem em seguida. Sempre alta e com cantores em sua melhor performance, afinal eles devem conduzir a platéia ao máximo da adoraça…quer dizer, comoção para que em seguida o pregador nos fale o que Deus só revelou pra ele. Mãos são levantadas, lágrimas correm pela face dos menos preocupados com o constrangimento. Algumas pessoas não se agüentam e manifestam sua alegria com gritos de “glórias” e “aleluias”. Novamente, o grupo é chamado para cantar e, enquanto a música é interpretada, desta vez num volume mais baixo, o pastor faz um apelo às almas perdidas e sem salvação para que se arrependam. Pausa. Não há nenhum “não-cristão” entre nós!

Em algum momento, nosso foco e visão se perdeu. Nós, evangélicos, estamos tão confortáveis com nossos rituais que esquecemos que a grande missão que Cristo nos deu não foi reunirmos pessoas num templo, durante 2 horas ou um pouco mais, para celebração (que evidentemente deve acontecer, afinal NÓS somos a IGREJA), mas sim, para pregarmos o evangelho pra todo mundo1.

Não é à toa que este texto começa com a palavra “show”, o “show” da fé. Em inglês show quer dizer mostrar. E o que estamos mostrando ao mundo? O que temos mostrado, muitas vezes, é a fé “fast-food”. Isto é, o sujeito não pratica a palavra diariamente, mas quer que num culto, por causa de sua “entrega” e “adoração” Deus faça alguma coisa por ele, nada mais justo, não é? NÃO! NÃO MESMO.

É mais fácil ouvir “glórias” e “aleluias” quando é ministrada a “Unção” (mais um termo pisoteado por pessoas que não entende o que isso quer dizer) do que quando há a ministração de ARREPENDIMENTO e OBEDIÊNCIA. Quando um corajoso homem tem a audácia de dizer: “Arrependam-se, porque o Reino dos céus está próximo”2, poucas manifestações comovidas são percebidas, lágrimas não são derramadas, mãos não se levantam.

Estão distorcendo o evangelho. O que vamos fazer? Às vezes, o que eu vejo quase ninguém vê.

Referências

Marcos 16.15 | 2. Mateus 3.2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: