A caverna

A Caverna

Está vazio no vale do seu coração,
O sol se levanta devagar enquanto você caminha,
Pra longe de todos os medos
E todos os problemas que você deixou para trás.
A colheita não deixou comida para você comer,
Seu canibal, seu comedor de carne, você vê,
Mas eu tenho visto o mesmo
Eu conheço a vergonha na sua derrota
Refrão
Mas eu vou me agarrar na esperança,
E eu não vou te deixar sufocar,
No laço ao redor do pescoço,
E eu vou encontrar força na dor,
E vou mudar meus caminhos,
Eu vou saber meu nome quando ele for chamado de novo.
Porque eu tenho outras coisas para preencher meu tempo,
Você pega o que é seu e eu pego o que é meu,
Agora me deixe na verdade
A qual vai refrescar minha mente quebrada.
Então me lace em um poste e bloqueie meus ouvidos,
Eu posso ver viúvas e órfãos através de lágrimas,
Eu conheço meu chamado apesar dos meus defeitos
e apesar dos meus medos crescentes.
Refrão
Então saia de sua caverna andando sobre suas mãos,
E veja o mundo pendurado de cabeça para baixo,
Você pode entender dependência
quando você conhece o fabricante de mãos.
Assim faça suas sirenes gritarem,
E cante tudo que você quer,
Eu não vou ouvir o que você tem a dizer.
Porque eu preciso de liberdade agora,
E eu preciso saber como,
Viver minha vida como deve ser.
Mumford and Sons
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: