Black Swan: a beleza do caos criativo

Para aqueles que assistiram um dos filmes de Darren Aronofsky não é de estranhar ter conquistado críticos e atingir um público com o inquietante trailer de supense psicológico “Black Swan”, embora este rótulo sirva mesmo para os intelectuais do meio afinal, arte não se explica teoricamente. Ao explorar a profundidade dos sentimentos humanos fugindo das explicações fáceis e simplistas, Aronofsky aponta a desconstrução como caminho para criação, para o fazer arte com qualidade atingindo níveis profundos da expressão em sua plenitude. O caos criativo, expressão que Bertram cunha para o que deve ser ao mesmo tempo controlado por dentro e protegido por fora, toma a personagem de Natalie Portman, em sua mais densa personagem até o momento, de uma abertura ao que é desconhecido de nós, o que não controlamos e que mora dentro de nós.

“Tudo o que é profundo ama a máscara”.  A definição de Nietzsche serve para evidenciar o que há de mais cruel e visceral em Cisne Negro: tornar-se a “prima ballerina” da companhia e fazer o papel principal em “O Lago dos Cisnes” é um jogo de máscaras, ao mesmo tempo sensual, puro, violento, calmo, malicioso, inocente. Da mesma forma em que procura a “zona de conforto” ,a personagem de Natalie Portman é tragada para a beira do abismo, da beleza do caos. Não pretendo sintetizar a experiência de assistir a este tenso trailer a uma simples resenha, fazendo um resumo do filme. Crítica de cinema, ainda mais se estiver na corrida do Oscar, você encontra aos quilos na web. O que me interessa aqui é o limite que separa a tragédia do sacrifício necessário para o alcance da plenitude da expressão artística.

O caráter enigmático das coisas me atrai. O encantamento e mistério travestido de trilha sonora, edição rápida e monstruosa direção, faz de Black Swan uma introdução ao mundo cheio de imagens, sons, odores, código, signos que denominam arte. Há um contrato silencioso entre plateia e diretor/atores: deixe-me te levar para um outro universo. Se aceitar, por vezes se perguntará, durante a projeção, se está realmente fora ou dentro do filme.

Black Swan EUA , 2010 – 108 min. Suspense / Direção: Darren Aronofsky /Roteiro: Mark Heyman, Andres Heinz, John J. McLaughlin / Elenco: Natalie Portman, Mila Kunis, Vincent Cassel, Barbara Hershey, Winona Ryder, Benjamin Millepied, Ksenia Solo, Kristina Anapau

Anúncios

4 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Trackback: Tweets that mention Black Swan: a beleza do caos criativo « contraposição -- Topsy.com
  2. Gabriela Rodrigues
    fev 16, 2011 @ 15:49:05

    Abner…
    Assisti ao filme e, como vc advinhou, eu adorei!
    Mas é um filme massacrante! Especialmente, para aqueles que possuem certas tendências artísticas (artes plásticas, músicas, teatro e literatura).
    Certo dia, falei com um conhecido que eu escrevia melhor qdo estava em crise. Acho que Black Swan é justamente o auge da crise existencial da personagem!!!

    Beijo

    Responder

    • contraposicao
      fev 17, 2011 @ 10:15:32

      Concordo com vc Gabriela. Todos os envolvidos com arte, em sua criação, andam cuidadosamente no campo escuro de auto-conhecimento, descobrindo sensações e prazeres nunca antes acionadas, tal como uma iniciação mística, ultrapassam inclusive os limites do sobrenatural, como em Black Swan.
      O caos criativo ou a situação “limite-crise” tem origem no trabalho, no suor, na transpiração e a personagem de Natalie Portman nos mostra isso. Quem a coloca naquelas situações de pressão é ela mesmo. É na busca por se atingir a plenitude da expressão artística que os meros mortais se tornam Shakespeare, Dostoievski, Machado de Assis…

      Saudades do tempo que trocávamos impressões sobre um filme “ao vivo”, rsrsrs

      Bjaum

      Responder

  3. Cibele Soares
    fev 17, 2011 @ 14:56:53

    Afora essas primeiras impressões percebem como o diretor leva essa narrativa com elementos sexuais dispensáveis?

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: