O Nascimento

Há 8 anos atrás fui apresentado à obra de um dos grandes artistas brasileiros ainda vivo: Milton Nascimento. Não se trata do álbum Clube da Esquina, de 1978, idolatrado por muitos e apesar de ouvir seus clássicos em rádios, coletâneas e releituras não tinha o mínimo interesse em ouvir um disco completo dele. Até que “Pietá” caiu em minhas mãos e a partir dali descobri o tempo que perdi, embora essas coisas tenham que acontecer dessa forma leve, sem pressão. Não queria ouvir o Milton dos meus pais, queria o Milton que fizesse sentido pra mim, e fez.

Além do cd ser maravilhoso, ainda traz a participação de três vozes femininas que mais tarde estariam disputando minha atenção: Simone Guimarães,  Marina Machado e Maria Rita, sim, a filha de Elis, que os que nunca ouviram Elis com profundidade dizem ser a mesma coisa ou genérico, bobagem, porque é justamente nesse álbum que ela é introduzida e apresentada ao público. Antes disso, quem tinha ouvido falar nela? O doce dueto de Milton e Maria Rita em Tristesse atinge, acredito, até o mais duro coração. Beleza e Canção, com Simone, e Casa Aberta, com Marina, as melhores intervenções das outras duas surpreendem pela delicadeza e nível profundo de interpretação.

O folclore do Vale do Jequitinhonha está destacado ali em “Beira-mar” com um coro de vozes infantis lindo:

E a belíssima “Quem sabe isso quer dizer amor” inspira:

Bem, foi assim que descobri Milton Nascimento.

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. Trackback: Tweets that mention O Nascimento « contraposição -- Topsy.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: